Já comprou seu livro hoje? Clic aqui!

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Soneto do amigo


                               Enfim, depois de tanto erro passado
                             Tantas retaliações, tanto perigo
                             Eis que ressurge noutro o velho amigo
                             Nunca perdido, sempre reencontrado.


                             É bom sentá-lo novamente ao lado
                             Com olhos que contêm o olhar antigo
                             Sempre comigo um pouco atribulado
                             E como sempre singular comigo


                             Um bicho igual a mim, simples e humano
                             Sabendo se mover e comover
                             E a disfarçar com o meu próprio engano


                             O amigo:um ser que não se explica
                             Que só se vai ao ver outro nascer.
                             E o espelho de minha alma multiplica...


                               Vinícius de Moraes
Fonte:celipoesias.net
Imagem:google


Coloquei a música do Sting-Every Breath you take( Cada suspiro que você der).É linda!!A música e a tradução!!Vale à pena ouvir!!!


Bom Dia!!!

6 comentários:

Chica disse...

Sabes escolher muito bem e esse poema do Viícios é tudo de bom.beijos,lindo dia,chica( como foi a ventania por aí?) Aqui, no 7 andar foi fooooooooogo!!)

Eduardo Medeiros disse...

Oi vivian. Muito bom esse poema do Vinícius que exalta a importância da amizade.

grande abraço

Kate disse...

Oi!!!
Obrigada pelo convite, adorei seu blog, ele é uma gracinha!!!
Bjos!!!


http://www.conversandocomdragoes.blogspot.com/

Ana Gaúcha _Professora disse...

VIVIAN_

O amigo:um ser que não se explica
Que só se vai ao ver outro nascer.
E o espelho de minha alma multiplica...


Vinícius de Moraes
Que
LINDOOOOOOOOOOOOOOO

AMEI

bjsssssssssssssss QUERIDA!!!

Paulo Medeiros disse...

Vinicius e Sting não poderia ter sido melhor esse post. Singular, perfeito!!
Beijos Vivian e boa quinta-feira!

Manuel disse...

Vinícius de Moraes é muito especial, sabe escrever coisas tão lindas com palavras tão simples.
Não conhecia este soneto e depois de o ler fiquei mais rico.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...