Já comprou seu livro hoje? Clic aqui!

sábado, 16 de outubro de 2010

Seus filhos não são seus


             São filhos e filhas da vida e da ânsia de viver.
             Vêm ao mundo através de você,mas não são uma extensão do seu ser.
             Estão com você, mas não lhe pertencem.
             Podem receber o seu amor, mas não os seus pensamentos, pois têm os seus próprios.
             Você pode acolher seus corpos,mas não suas almas.
             Pois elas habitam o amanhã; algo que você não conhece sequer em sonhos.
             Pode tentar ser como eles, mas jamais fazê-los serem iguais a você.
             Você é o arco e as crianças são as flechas disparadas em todas as direções.
             Pois seja flexível e deixe que o arqueiro as arremesse diretamente para a felicidade.


             Gibran Khalil Gibran
             O profeta


            Bom sábado à todos!!!

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Como é meu amor por ti?


                                    Soneto português


          Vou contar como é meu amor por ti:
          Amo-te profundamente até onde
          Minha alma alcança, quando sente que não vê
          O fim da Existência e da Graça ideal.
          Meu amor por ti supre a necessidade.
          De cada dia, à luz do sol e de velas.
          Meu amor é livre,enquanto há homens empenhados no que é certo.


          Meu amor é puro, enquanto eles voltam as costas ao Louvor.
          Amo-te com a paixão que utilizava
          Em meus antigos pesares e com a fé da minha infância.
          Amo-te com um amor que parecia ter perdido,
          Quando deixei de rezar_amo-te com o alento, os sorrisos,
          As lágrimas de toda a minha vida!_ E,se Deus quiser,
          Amar-te-ei mais ainda depois da morte.


         Elizabeth Barrett Browning,1806-1861


Fonte:A linguagem do Amor-editado por Sheila Pickles


 Dica de Leitura:


Musash-Eiji Yoshikawa


É a história de um dos maiores samurais do Japão.O livro é dividido em dois volumes.É grande, mais vale muito à pena!!!!


Do Amor e outros Demônios-Gabriel Gracia Marques


História fantástica, incrível, emocionante!Excelente leitura.


A casa das sete mulheres-Leticia Wierzchowski


Mesmo para quem viu a minisérie, o livro sempre é mais interessante.Uma história onde a força da mulher está em cada página!!
                   Bom final de semana à todos!! Ótima leitura!!




                 Está linda imagem, foi mandada pela amiga Aniko!!! Obrigada!!
                 www.anikowilaga.gportal.hu

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Traduzir-se


                             "Uma parte de mim
                              É todo mundo:
                              Outra parte é ninguém:
                              Fundo sem fundo.


                              Uma parte de mim:
                              É multidão:
                              Outra parte estranheza
                              E solidão.


                              Uma parte de mim
                              Pesa, pondera:
                              Outra parte
                              Delira.


                              Uma parte de mim:
                              Almoça e janta:
                              Outra parte
                              Se espanta.


                              Uma parte de mim
                              É permanente:
                              Outra parte
                              Se sabe de repente.


                              Uma parte de mim
                              É só vertigem:
                              Outra parte,
                              Linguagem.


                              Traduzir uma parte
                              Na outra parte
                              _Que é uma questão
                              De vida ou morte_
                              Será arte?"


                              Ferreira Gullar


Fonte:Os melhores poemas de Ferreira Gullar. 2.ed
São Paulo,Global,1985.p.144-5





quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Amizade


               Pode ser que um dia deixamos de nos falar...
               Mas, enquanto houver amizade,
               Faremos as pazes de novo.


               Pode ser que um dia o tempo passe
               Mas, se a amizade permanecer,
               Um de outro se há-de lembrar.


              Pode ser que um dia nos afastaremos...
              Mas, se formos amigos de verdade,
              A amizade nos reaproximará.


              Pode ser que um dia não mais existamos...
              Mas, se ainda sobrar amizade,
              Nasceremos de novo, um para o outro.


              Pode ser que um dia tudo acabe...
              Mas, com a amizade construiremos tudo novamente,
              Cada vez de forma diferente.
              Sendo único e inesquecível cada momento.
              Que juntos viveremos e nos lembraremos para sempre.


              Há duas formas para viver a sua vida.
              Uma é acreditar que não existe milagre.
              A outra é acreditar que todas as coisas são um milagre.


              Albert Einstein


Fonte:www.pensador.info.com


               Sejam Bem Vindos, velhos e novos amigos!!!



terça-feira, 12 de outubro de 2010

A Cigarra e a Formiga

                                           Meus filhos queridos!!!!


                      Tendo a cigarra, em cantigas,
                      Folgado todo o verão,
                      Achou-se em penúria extrema,
                      Na tormentosa estação.


                      Não lhe restando migalhas
                      Que trincasse, a tagarela
                      Foi valer-se da formiga,
                      Que morava perto dela.


                     _Amiga_diz a cigarra_
                     Prometo, à fé de animal,
                     Pagar-vos, antes de agosto,
                     Os juros e o principal.


                     A formiga nunca empresta,
                     Nunca dá; por isso, junta.
                     _No verão, em que lidavas?_
                     A pedinte, ela pergunta.


                     Responde a outra:_ Eu cantava
                     Noite e dia, a toda hora.
                     _Oh! Bravo! _torna a formiga  _
                     Cantavas? Pois então dança agora!!


                    La Fontaine(1621-1695)
                    Tradução de Bocage(1765-1805)


Fonte:Livro das virtudes-William J. Bennett
Pág.239




                Feliz Dia das Crianças !!!! A todas as crianças!!!!      

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Música:Como uma onda

Letra:Como uma onda


                    Nada do que foi será
                    Do novo do jeito que já foi um dia
                    Tudo passa
                    Tudo sempre passará


                    A vida vem em ondas
                    Como o mar
                    Num indo e vindo infinito


                    Tudo que se vê não é
                    Igual ao que a gente
                    Viu a um segundo
                    Tudo muda o tempo todo
                    No mundo


                    Não adianta fugir
                    Nem mentir
                    Pra si mesmo agora
                    Há tanta vida lá fora
                    Aqui dentro sempre
                    Como uma onda no mar
                    Como uma onda no mar
                    Como uma onda no mar


Compositor:Lulu Santos/Nelson Motta
Fonte:Letras.terra.com.br  

domingo, 10 de outubro de 2010

Racionalidade Irracional


               Eu digo muitas vezes que o instinto serve melhor os animais do que a razão a nossa espécie.E o instinto serve melhor porque é conservador, defende a vida. Se um animal come outro, come-o porque tem que comer,porque tem que viver; mas quando assistimos a cenas de lutas terríveis entre animais, o leão que persegue a gazela ,e que a morde, e a mata, e a devora, parece que nosso coração sensível dirá " que coisa tão cruel." Não: quem se comporta com crueldade é o homem, não o animal, aquilo não é crueldade, o animal não tortura, é o homem quem tortura. Então o que eu critico é o comportamento do ser humano, um ser dotado de razão, razão disciplinadora, organizadora, mantenedora da vida, que deveria sê-lo e não o é;eu critico é a facilidade com que o ser humano se corrompe, com que se torna maligno.
               Aquela idéia que temos da esperança nas crianças, nos meninos e nas meninas pequenas, a idéia que são seres aparentemente maravilhosos, de olhares puros, relativamente a essa idéia eu digo:pois sim, é tudo muito bonito, são de facto simpáticos, são adoráveis, mas deixamos que cresçam para sabermos quem realmente são. E quando crescem, sabemos que infelizmente muitos dessas inocentes crianças vão modificar-se. E por culpa de quê? É a sociedade a única responsável? Há questões de ordem hereditária? O que é que se passa dentro da cabeça das pessoas para serem uma coisa e passarem a ser outra?
               Uma sociedade que instituiu, como valores a perseguir, essas que nós sabemos, o lucro, o êxito, o triunfo sobre o outro e todas estas coisa, essa sociedade coloca as pessoas numa situação em que acabam por pensar ( se é que o dizem e não se limitam a agir) que todos os meios são bons para alcançar aquilo que se quer.
               Falamos muito ao longo destes últimos anos( e felizmente continuamos a falar ) dos direitos humanos; simplesmente deixamos de falar de uma coisa muito simples, que são deveres humanos, que são sempre deveres em relação aos outros, sobretudo. E é essa indiferença em relação ao outro, essa espécie de desprezo do outro, que me pergunto se tem algum sentido numa situação ou no quadro da existência de uma espécie que se diz racional. Isso, de facto, não posso entender, é uma das minhas grandes angústias.


                 José Saramago, in " Diálogos com José Saramago"
Fonte:www.citador.pt
              

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...