Já comprou seu livro hoje? Clic aqui!

sábado, 13 de novembro de 2010

Aprender a Amar



                 Não delegue aos outros tuas responsabilidades,
                 Aprenda a compreender e aceitar teu modo de ser,
                 Amar a si mesmo requer habilidades
                 De expor tuas fraquezas sem tremer!


                 Nunca pense que não poderá ser amado,
                 Encobrindo teus conflitos e realidades.
                 Na verdade, precisa agir como um soldado,
                 Guerreando dentro de si e mostrando lealdade.


                Não sufoque os que ama como propriedade,
                Nem pense que necessita de credenciais,
                Para amar e ser amado, necessária é a liberdade
                Busca em si desprendimentos essenciais.


               Não tente comprar os outros com teu amor,
               Abrindo mão de si e teu sentido de vida!
               Aprenda a dizer não, seja a quem for,
               Desta maneira tua existência não estará perdida!


               Ninguém pode preencher teu vazio interior,
               Não espere do outro nenhum retorno ou gratidão!
               Aprenda a amar como o sol ama a flor,
               Sem nada pedir, chega e a envolve em seu calor!


               Anne Lieri


Obrigada a amiga Anne por compartilhar tão belo poema!! Vale à pena visitar seu blog!


http://recantodosautores.blogspot.com/



Presentinhos para todos os amigos levarem!!

Selinho da Amizade!Para todos os amigos!!





Selinho comemorativo!!Para todos os amigos!!



sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Tu e Eu



                               Somos diferentes, tu e eu.
                               Tens forma e graça
                               E sabedoria de só crescer  
                               Até dar pé.
                               Eu não sei onde quero chegar
                               E só sirvo para uma coisa
                               _que não sei qual é!
                               És de outra pipa
                               E eu de um cripto.
                               Tu, lipa.
                               Eu, calipto,


                              Gostas de um som tempestade
                              Roque lenha
                              Muito heavy.
                              Prefiro o barroco italiano
                              E dos alemães
                              O mais leve.
                              És vidrada no Lobão
                              Eu sou mais albinônico.
                              Tu, fão.
                              Eu, fônico.


                              És suculenta
                              E selvagem
                              Como uma fruta do trópico.
                              Eu já sequei
                              E me resignei
                             Como um socialista utópico.
                             Tu não tens nada de mim
                             Eu não tenho nada teu.
                             Tu, piniquim.
                             Eu, ropeu.


                            Gostas daquelas festas
                            Que começam mal e terminam pior.
                            Gosto de graves rituais
                            Em que sou penitente
                            E, ao mesmo tempo, o prior.
                            Tu és um corpo e eu o vulto,
                            És uma miss, eu um místico.
                            Tu, multo.
                            Eu, carístico.


                            És colorida,
                            Um pouco aérea,
                            E só pensas em ti.
                            Sou meio cinzento,
                            Algo rasteiro,
                            E só penso em Pi.
                            Somos cada um de um pano.
                            Uma sã e o outro insano.
                            Tu, cano.
                             Eu, euclidiano.


                            Dizes na cara
                            O que vem à cabeça
                            Com coragem e ânimo.
                            Hesito entre duas palavras,
                            Escolho uma terceira
                            E no fim digo um sinônimo.
                            Tu não temes o engano
                            Enquanto eu cismo. 
                            Tu, tano.
                            Eu, femismo


                           Luis Fernando Verissimo


Fonte:Comédias da vida privada- 101 Crônicas escolhidas.7° Edição
Esta é minha dica de leitura. Tem edições mais recentes.Todas são muito boas

More than words-Extreme (Mais do que palavras)

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Mãe teu nome é amor

  
                              Mãe  no exato momento em que foi concebido em teu corpo, o pequenino ser, passaste a te chamar amor,doação,carinho e renúncia.Tua vida não mais te pertence, é dividida ainda mais, é doada a este pequenino ser que ainda não conheces,mas que já sentes em teu ser. Doas teu corpo, tua vida para que teu filho se desenvolva, para que  possa crescer, desenvolver-se até que chegue a hora, até que possa vir e ver a luz do mundo.
                             És só amor e ternura quando o vê pela primeira vez, aquele rostinho que para a mãe é o mais belo,mesmo não o sendo, e quando o toma nos braços, parece-te carregar o mundo, tal é tua felicidade e assim vem as primeiras palavras, os primeiros passos, tudo é maravilhoso, a cada ano mil novidades.Deus te abençõe sempre, para que no decorrer dos anos, possas conservar as alegrias e as esperanças, que teu sacrifício seja sempre recompensado, e tuas expectativas se tornem sempre realidade.
                             Que tua semente te permita colher bons frutos, e que as pequeninas mãos que tanto beijastes, possam com o mesmo carinho afagar teus cabelos quando estiverem brancos e com beijos de agradecimento secar tuas lágrimas de emoção,vendo que não foi em vão teu carinho,tua doação e teu amor.
                              À todas as mães, com meu mais puro amor.
                              Meimei- Marlene de Goes(27-04-2010)


Visitem o blog de mensagens da minha sogra! É só clicar no endereço.
http://mentoresdeluz.blogspot.com/


                             
                              Minha mãe é uma das pessoas mais importantes da minha vida, ela que me ensinou a ser verdadeira e honesta. Me impôs limites e me ensinou valores!! Tivemos muitos atritos, porque somos muito diferentes, mas nosso amor só cresceu! E entendi muitas coisas quando tive meus filhos...Agradeço, muito por ter nos ensinado bons valores , que carrego comigo!! Mãe eu te amo!!!!!! Obrigada!!!

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Soneto do amigo


                               Enfim, depois de tanto erro passado
                             Tantas retaliações, tanto perigo
                             Eis que ressurge noutro o velho amigo
                             Nunca perdido, sempre reencontrado.


                             É bom sentá-lo novamente ao lado
                             Com olhos que contêm o olhar antigo
                             Sempre comigo um pouco atribulado
                             E como sempre singular comigo


                             Um bicho igual a mim, simples e humano
                             Sabendo se mover e comover
                             E a disfarçar com o meu próprio engano


                             O amigo:um ser que não se explica
                             Que só se vai ao ver outro nascer.
                             E o espelho de minha alma multiplica...


                               Vinícius de Moraes
Fonte:celipoesias.net
Imagem:google


Coloquei a música do Sting-Every Breath you take( Cada suspiro que você der).É linda!!A música e a tradução!!Vale à pena ouvir!!!


Bom Dia!!!

Every Breath you take-Sting

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Mensagem...

      
                 A vida me ensinou...
                 A dizer adeus às pessoas que amo,
                 Sem tirá-las do meu coração;


                 Sorrir às pessoas que não gostam de mim,
                 Para mostrá-las que sou diferente do que elas pensam;


                 Fazer de conta que tudo está bem quando isso não é verdade,
                 Para que eu possa acreditar que tudo vai melhorar;


                 Calar-me para ouvir,
                 Aprender com meus erros
                 Afinal eu posso ser sempre melhor.


                A luta contra as injustiças;
                Sorrir quando o que mais desejo é gritar todas as minhas dores para o mundo;


                A ser forte quando os que amo estão com problemas;
                Ser carinhoso com todos que precisam do meu carinho;
                Ouvir a todos que só precisam desabafar,
                
                Amar aos que me machucam ou querem fazer de mim depósito de suas frustrações e desafetos;
               Perdoar incondicionalmente,
               Pois já precisei desse perdão;


              Amar incondicionalmente,
              Pois também preciso desse amor,


              Alegrar a quem precisa,
              A pedir perdão,
              A sonhar acordado,
              A acordar para a realidade(sempre que fosse necessário),


              A chorar de saudade sem vergonha de demonstrar;
              Me ensinou a ter olhos para "ver e ouvir estrelas",embora nem sempre consiga entendê-las;
              A ver o encanto do pôr-do-sol;


              A sentir a dor do adeus e do que se acaba, sempre lutando para preservar tudo o que é importante para a felicidade do meu ser;


             A abrir minhas janelas para o amor;
             A não temer o futuro;


             Me ensinou e está me ensinando a aproveitar o presente, como um presente que da vida recebi, e usá-lo como um diamante que eu mesmo tenha que lapidar,lhe dando forma da maneira que eu escolher.


            Charles Chaplin
Fonte:celipoesias.net

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Profecia do Amor


                                           Estava escrito
                                           Nas margens de um livro
                                           Nas profecias de um sábio antigo
                                           Que o meu ser se completa contigo.


                                           Vi nas estrelas...No simbolismo
                                           Vi nos teus olhos carinho e amor
                                           Nos encontramos...Sorte ou destino
                                           Por ti superei as tristezas e a dor.


                                           Na palma da mão
                                           Ou na quiromancia
                                           Tal amor se revela
                                           Trazendo alegria


                                           Minha vida escrita
                                           Nas cartas do tarô
                                           Você é meu mundo 
                                           É o meu puro amor.
  
                                           Jonas Rogerio Sanches
Obrigada ao amigo poeta , por compartilhar a poesia!! Visitem o blog dele!! Tem muitas mais!!
Uma mais linda que outra! Sucesso amigo!! É só clicar no selo, ao lado!! Ele é meu destaque da semana!!






Fui à  56°Feira de Livro de Porto Alegre!! O dia estava belíssimo!! O encanto da feira é sempre o mesmo!!Todos os anos ando por lá como se flutuasse ... Ainda bem que meu marido fica de olho em mim!!!Senão me perdia, no meio de tantos livros...
Os filhos ficaram felicíssimos!!Cada um comprou dois livros e ainda ganharam sorvete!! Segurando bem firme as mãozinhas, para ninguém se perder! Como tem gente que perde os filhos!!
Bom comprei 5 livros!! A coleção pocket, me conquistou!!! 
Com no mês passado li muitos lançamentos:Sussuros, Fallen e Cidade dos Ossos( que adorei), eu estava louca por um clássico e olha o que achei!!!!
              _Persuasão-Jane Austen   (Adoro, está escritora, e este eu não conhecia!!!)
              _Fausto-Goethe
              _Sonetos-Florbela Espanca
              _Obra poética III-Odes de Ricardo Reis-Fernando Pessoa
             _Poesias-Fernando Pessoa


Amo a feira!!!Meu paraíso!
Só não tirei fotos... Na próxima, quem sabe! Bom dia à todos!!



domingo, 7 de novembro de 2010

O quarto rei mago


            Buscaglia conta a história do quarto rei mago, que também viu a estrela brilhar sobre Belém_ mas sempre chegava atrasado aos lugares onde Jesus poderia estar, porque pobres e miseráveis viviam pedindo sua ajuda.
           Depois de trinta anos seguindo os passos de Jesus pelo Egito, Galiléia, Betânea, o rei mago chega a Jerusalém; é tarde de mais, o menino já se transformou em homem e está sendo crucificado naquele dia.O rei havia comprado pérolas para Cristo, mas precisou vender quase todas para ajudar as pessoas que encontrou no caminho.Sobrou apenas uma_ e o Salvador já está morto.
           _Falhei na missão da minha vida_pensa o rei mago.
            Neste momento, escuta uma voz:
           _Ao contrário do que pensas, tu me encontrastes durante toda a tua vida. Eu estava nu, e me vestistes.Eu tive fome, e me deste de comer. Eu estava preso, e me visitastes. Eu estava em todos os pobres do teu caminho.Muito obrigada por tantos presentes de amor.


           Paulo Coelho
Fonte:Maktub-Paulo Coelho-ed.Rocco

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...