Já comprou seu livro hoje? Clic aqui!

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Os leitores...


                                  "Os leitores extraem dos livros,
                                         consoante o seu caráter, 
                             a exemplo da abelha ou da aranha
                                  que do suco das flores retiram,
                                                   uma o  mel,
                                             a outra o veneno."


                                                  Nietzsche
Fonte:citador.pt

13 comentários:

Magda Beatriz disse...

Oi Vivian...Sábias palavras!
Vim te convidar para passar no blog...tem postagem nova por lá.
Tenha uma terça feira cheinha de coisas boas!
Beijos minha linda!

http://mbeatriz.webnode.pt

Contos e Encantos num Canto do Mundo... disse...

Profundo, intenso, belo!!! Oi Vi! Como vai, minha amiga? A minha net tá uma lerdeza só... não conseguia anexar as imagens no blog e então, tentei pela Google Crome. Agora, parece que voltou ao normal (espero,rsrsrsrr). Os filhotes? Tudo bem com eles? Um beijo para você e a gente se fala... Lu...Ü...

Nanda disse...

Ei Vivian,

Nossa perfeito este, exatamente o que eu penso sobre os livros. Amei :)

P.S: Se não gosta das cenas fortes e sanguinolentas vc não vai gostar de Coração Maligno ou os outros da série rs.

bjoo

Everson Russo disse...

Reflexivo isso,,,beijos de bom dia pra ti.

Juliano Carvalho Bueno disse...

Oi Vivian!!! Sim,mas será que o Governo terá recursos para organizar a vida dessas famílias que perderam tudo.É complicado.Aqui sempre chove.

Paulo Becare Henrique disse...

Ah, Nietzsche de novo! Talvez uma das inteligências mais sagazes que já passou pela humanidade.

Eduardo Medeiros disse...

e aí, tudo bem?

esses aforismos são muito bons: pequenos mas dizem tanto!!!

beijos

Indianara disse...

Simplesmente Nietzsche <3

VÉU DE MAYA disse...

Oi, Vivian!

Isso mesmo...não poderia estar mais de acordo.
As contradições que o leitor vê por vezes na obra do autor, não estão no original do autor, mas na cabeça do leitor...mel de abelha ou veneno de aranha...isso passa...a obra fica, quando é genial, como no caso de Friedrich Nietzsche.Parabéns pela postagem.

Beijinho amigo,

Véu de Maya.

Machado de Carlos disse...

Pela necessidade de se comunicar, construíram palavras grafadas. Então, procuramos escrever versos sonoros, pois a palavra escrita gera um som. Quando esse mesmo som é transformado em música, criaram a linguagem escrita para os sons, definindo o tipo de instrumento.
Em suma, vivemos em torno de poesia e músicas!
Beijos!...

Amapola disse...

Boa noite, querida amiga Vívian.

Que bela escolha! Esse filósofo é o máximo.

Muito obrigada pela honra da sua visita e pelo comentário, sempre tão atencioso.

Beijos no coração, amadaaa!

ValCruz disse...

Menina é bem verdade isso, como tudo na vida!

Grande beijo e fique com Deus!

PARA ALÉM DA DIMENSÃO DE TI disse...

Adoro Nietzsche...Lindo por aqui seguindo-te.bjs

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...