Já comprou seu livro hoje? Clic aqui!

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Envelhecer...



Envelhecemos quando nos fechamos 
para as novas idéias e nos tornamos radical,
Envelhecemos quando o novo nos assusta 
e nossa mente insiste em não aceitar,
Envelhecemos quando nos tornamos impacientes, 
Intransigentes e não conseguimos dialogar,
Envelhecemos quando nosso pensamento 
abandona nossa casa 
e retorna sem nada a acrescentar,
Envelhecemos quando muito nos preocupamos 
e depois nos culpamos porque não tínhamos 
tantos motivos para nos preocupar,
Envelhecemos quando pensamos demasiadamente 
em nós mesmos e conseqüentemente 
nos esqueçemos dos outros,
Envelhecemos quando pensamos em ousar 
e já imaginamos o preço 
que teremos que pagar pelo ato, 
Envelhecemos quando temos a chance de amar 
e deixamos o coração a pensar: 
será que vale a pena correr o risco?
será que vai compensar?
Envelhecemos quando permitimos 
que o cansaço e o desalento 
tomem conta da nossa alma 
que se põe a lamentar,


Envelhecemos, enfim, 
quando paramos de lutar,
quando paramos de viver,
quando paramos de amar...



do blog roemsomenteamor.blogspot.com


**Meus amigos, este post era para ontem,mas o temporal que teve por aqui na quarta-feira foi bem feio, com ventos fortes, e derrubou um poste perto da minha casa, assim fiquei sem luz, meu note sem bateria...36 horas sem luz...que coisa!Me senti quase no tempo das cavernas...rsrsrs
Ainda bem que voltou hoje na madrugada! 
*Obrigada querida Rô pelo empréstimo.
Bom final de semana para todos e até segunda!!!!!

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Flamingos

         
             "No verão de 1998, caminhando por uma praia do Sul de Moçambique, encontrei,esvoante sobre a areia, uma pena de flamingo.Os pescadores locais me haviam dito que , outrora, por ali ninhavam bandos de flamingos.Fazia tempo, porém, que eles não vinham.
         No entanto, os pescadores esperavam ainda a visita daqueles magros anjos do vento. Na tradição daquele lugar, os flamingos são eternos anunciadores de esperança.
            Uma inexplicável angústia me assaltou _ e se os pássaros não voltassem mais? E se todos os flamingos de todas as praias tivessem sido tragados por longínquas trevas?
            Uma antecipada saudade me concaveou o peito.Não era a simples carência dos seres. Era o definitivo da ausência dos mensageiros dos céus, esses discretos carteiros divinos."


Mia Couto- Trecho das palavras proferidas na entrega do Premio Mário António, em 12 de junho de 2001


"Só as vozes africanas autênticas sabem que o flamingo faz o sol voltar a brilhar depois de um período de trevas e opressão."


Fonte:O último voo do flamingo-Mia Couto- Ed.Companhia das letras
*Indicação da amiga Calu,do blogfractaisdecalu.blogspot.com que estou "degustando" bem devagar. É o segundo livro que leio do Mia Couto, e só posso dizer que sou apaixonada pela forma poética que ele escreve.

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Tempo

Trabalho no tempo dissolve o peso de quaisquer preocupações,
mas tempo sem trabalho cria fardos de tédio,
 sempre difíceis de carregar.

Um tipo comum de verdadeira infelicidade
 é dispor de tempo
 para acreditar-se infeliz.

Se você aproveitar o tempo a fim de melhorar-se,
 o tempo aproveitará você para 
realizar maravilhas.


Trechos do livro:Sinal Verde-Francisco Cândido Xavier-André Luiz

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Cada um...

"Cada um de nós faria mais coisas, 
se as julgasse menos impossíveis." 

François  La Rochefoucauld


"Você tem que pensar nas coisas grandes
 enquanto faz as pequenas,
 pois assim estas irão conduzi-lo à direcção certa."

 Alvin Tofller ,

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...