Já comprou seu livro hoje? Clic aqui!

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

O Fruto do Teu Ventre

                               O fruto que dizes teu
                              É um empréstimo de Deus,
                              Que te atribuiu , para com ele,
                              Deveres e responsabilidades


                              O fruto que, loucamente, amas
                              Tem seu próprios ideais,
                              Não acompanha teus projetos
                              E merece, com teu afeto,
                              O respeito que necessita
                              Para se equilibrar

                              O fruto que a teu lado
                              Desejas manter
                              Tem fome de crescimento,
                              De sabedoria,
                              E nenhuma corrente o pode prender,
                              Possui uma outra missão
                              Que da tua difere
                              E lhe cabe seguir o coração,
                              Sem cobranças
                              Sem chantagem
                              Sem egoísmo,
                              Ele não é teu paraíso,
                              Particular


                              Em nome do amor
                              Que por ele alimentas
                              Cabe-te prepará-lo
                              E libertá-lo,
                              Não o faça refém
                              Dos teus caprichos,
                              Não o force a ficar no teu ninho,
                              O fruto que recebeu,
                              Com alegria,
                              Tem que seguir
                              Seus próprios caminhos


                                                                  Marilene 

                                               do blog Momentos Fragmentados

*Ótima sexta-feira, meus amigos!!! 
Quero agradecer a amiga Marilene , pelo empréstimo desta maravilhosa e sábia poesia!É um assunto que como mãe, penso muito.O amor ( serve também para todos os tipos de amor) deve libertar, dar asas. Transforma-lo numa prisão vai matando-o pouco a pouco... Amar é querer ver o outro feliz, seguindo seu próprio caminho.
Muito obrigada poetisa querida!

E deixo meu beijo e meu carinho a todos os amigos! Já terminei alguns trabalhos, falta um e estudar para as provas que começam semana que vem. Apesar da correria, do tempo curto estou amando esta vida de acadêmica!!!É muito bom estar no lugar certo. Nunca desista dos seus sonhos, eles valem muito à pena.Mesmo que coloque sua vida de cabeça para baixo!rsrs
Vivian Fernandes de Goes.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...