Já comprou seu livro hoje? Clic aqui!

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Poesias



nada tão comum
que não possa chamá-lo
meu

nada tão meu
que não possa dizê-lo
nosso


nada tão mole
que não possa dizê-lo
osso

nada tão duro
que não possa dizer
posso

Paulo Leminski  
Pág. 21  Livro:Caprichos e Relaxos

pétala
não caia esse orvalho

olho
não perca essa lágrima

auras que já se foram
grato pela graça
a graça que eu acho
em tudo que fica
por tudo que passa

Paulo Leminski

Pág. 37 Livro: Caprichos e Relaxos 

*Ótima sexta-feira para todos!


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...